• Tipo:
  • Gênero:
  • Duração:
  • Classificação Média:

Celio Turino e o Ponto de Cultura

  • Comentar
Enviar

Um pouco da bibliografia do Turino.
Nascido em Indaiatuba, cresceu em Campinas. Atua há mais de 30 anos junto à movimentos sociais e culturais como o movimento estudantil (no final da ditadura), sindical (nos anos 80, tendo sido fundador do primeiro sindicato de servidores públicos do Brasil, em 1988), participou do movimento contra a Carestia, em Defesa da Amazônia, a Anistia, as Diretas Já!, entre tantos. É fundador e Porta Voz da Rede Sustentabilidade no Estado de São Paulo, mas se retirou do partido por discordar dos rumos tomados. Atualmente participa da construção da RAiZ – Movimento Cidadanista, um partido-movimento inspirado em experiências de democracia direta e participativa.

Célio Turino foi secretário municipal de Cultura de Campinas de 1990 a 1992, Diretor do Departamento de Programas de Lazer na Secretaria de Esportes, na gestão de Marta Suplicy, e secretário na Secretaria da Cidadania Cultural do Ministério da Cultura entre 2004 e 2010, período em que criou o Programa Cultura Viva, política do Ministério da Cultura que marca uma mudança de paradigma na elaboração de políticas públicas para a Cultura no Brasil O Programa Cultura Viva viabilizou a criação de mais de 2500 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil municípios do Brasil, beneficiando mais de 8 milhões de pessoas e criando 30.000 postos de trabalho.

Além dos Pontos de Cultura situados no Brasil, o Programa Cultura Viva cria a concepção dos pontos de cultura para atender as comunidades de brasileiros no exterior. Chegaram a ser implantados projetos pilotos nos Estados Unidos e na França, mas dificuldades legais brasileiras para a remessa de dinheiro ao exterior praticamente inviabilizaram a iniciativa.

Não há comentários de Celio Turino e o Ponto de Cultura
Comentar

Comentários Celio Turino e o Ponto de Cultura

Atualmente não há comentários para Celio Turino e o Ponto de Cultura
Voltar ao topo